Mask às Segundas

9a sessão

7, 8, 9 e 10 de Fevereiro de 2015

Os nossos investigadores fazem buscas à casa do Miles Shipley tendo encontrado um liquido transparente. Seguindo a tradição de beber coisas que se desconhece um dos nossos investigadores vê o seu próprio nascimento e a Atlantida. Decide parar por aqui… Talvez esta casa nada tenha a ver com o jackson elias ou com algum culto especifico… A crueldade do puppet master que se apoderou das suas vidas pode levá-los para sitios só para morrerem? É um pensamento que fica com todos os investigadores.

Após roubarem o liquido da casa e levarem o investigador ao hospital o nosso enginheiro e um guarda costas decidem investigar o Blue Piramid Club. É um sitio egipcio frequentado por locais e por alguns turistas que conhecem o famoso prato “Cabra Inteira à Piramide”.

Após algum tempo no clube o nosso enginheiro vê entrar o Edward Gavigan e o Tewfik Al-Sayed que se sentam juntos a uma mesa. O nosso enginheiro decide ir meter conversa perguntando “Como é do ceptro e tal?” O Edward Gavigan responde-lhe que pode passar amanha no escritório que já lá o tem, bem como o relatório detalhado sobre o ceptro.

Como sempre o nosso enginheiro não consegue descansar as calças e começa a meter conversa com todas as dançarinas do ventre que vê. Uma dela Yalesha indica que quer falar com o nosso amigo mas não dentro do clube. Todo este cenário é visto pelo olhar do Abdul Nawisha dono do clube. Como as notas saem do bolso do enginheiro em igual medida à saliva, não se apresenta muito preocupado.

Após o clube fechar o nosso engenheiro e o guarda-costas saem estrada fora para ir terem ao lugar do encontro com a Yalesha. Mal passam por uma zona sem iluninação sentem um forte cheiro a cabelo queimado. A paranoia instala-se nos dois personagens e começam a abanar fortemente as lanternas que trazem. Após irem buscar o carro vão para junto da dançarina do ventre que lhes indica que o seu namorado foi um dos encontrados mortos e que não é prudente falar à frente do Edward Gavigan e do Tewfik. Embora os seus medos são governados por superstição e nao por factos ela conta que todos as semanas sai uma carrinha do Blue piramid com alguns dos frequentadores do restaurante. O seu namorado já foi um deles. Todos os meses pela altura do dia 21 a carrinha está cheia de pessoas, sendo à volta desta data que o seu namorado foi na carrinha.

Os nossos investigadores tentam avisa-la do perigo, mas ela não acredita em coisas feitas de nevoeiro são mais perigosas do que entrar numa carrinha com dois homens, um dos quais passou a noite inteira a salivar por ela e decide não acompanhar o nosso investigador.
De volta ao esconderijo os nossos investigadores são postos ao corrente da situação.

Na manha seguinte os nossos investigadores decidem mandar um dos guarda costas ao banco para ir buscar o espelho na esperança de conseguirem devolver o nosso professor são (mais ou menos) e salvo. O guarda costas nunca mais foi visto.

Os nossos investigadores resolvem mudar de esconderijo já que sentem que podem estar novamente em perigo de serem descobertos.

Comments

brbernardes brbernardes

I'm sorry, but we no longer support this web browser. Please upgrade your browser or install Chrome or Firefox to enjoy the full functionality of this site.